Nós já trouxemos outra atividade sobre taxonomia aqui.

Mas esta é outra forma de ensinar, voltado principalmente as crianças.

E uma forma começar a aula sobre taxonomia é lembrar os alunos de que usamos critérios para classificar coisas o tempo todo.

Um exemplo disso é uma loja ou supermercado, os produtos estão agrupados em sessões não é?

Então quando queremos determinada coisa sabemos em qual sessão procurar.

Da mesma forma os pesquisadores procuram agrupar os seres vivos de acordo com o que eles têm de parecido.

E isso é importante porque facilita a compreensão da enorme variedade de seres vivos existentes.

Assim, essa atividade objetiva compreender como são classificados os seres vivos.

E aprender ou recordar como são nomeadas as espécies.

Além de comparar e agrupar insetos segundo características físicas observáveis.

E relacionar as características dos insetos com as de outros artrópodes.

É uma atividade que precisa de três aulas de 50 minutos para ser realizada e por isso é dividida em etapas.

Você vai precisar dos seguintes materiais por grupo:

  • Cartolina
  • Conjunto de imagens de insetos “desconhecidos”: formiga, abelha, borboleta mosca, gafanhoto, libélula

  • Trio de imagens de uma aranha, uma centopeia e um escaravelho
  • Grupo de 9 cópias (para os 9 animais propostos) de cada uma das treze caixas de classificação
  • Chave de classificação
  • Cola
  • Tesoura
  • Caneta hidrográfica
  • Lápis ou caneta

Começando a atividade

Para iniciar a atividade é interessante indagar os alunos.

Por exemplo “Será que uma aranha, uma centopeia e um escaravelho são insetos?”

É importante partir de um problema ou uma questão que envolva os alunos.

E que também os faça querer explorar.

Por isso, é importante anotar as respostas dos alunos.

Tanto para condução e desenvolvimento das atividades quanto para retomada ao final.

Isso é importante porque conhecer o nível de conhecimentos prévios na turma pode guiá-lo na mediação das atividades experimentais.

E também na adaptação das estratégias de integração de novos conceitos durante o processo de aprendizagem.

Nós já