Já pensou em fazer um origami de DNA?

Essa é uma ferramenta que pode auxiliar no ensino deste conceito de uma maneira menos abstrata.

Já que podem ser exploradas com esse modelo características da molécula de DNA como por exemplo:

  • polímero formado por duas cadeias em dupla hélice com enrolamento para a direita;
  • esqueleto hidrofílico composto por desoxirribose e fosfato no exterior da molécula (esqueleto açúcar-fosfato);
  • bases nitrogenadas (hidrofóbicas) para o interior da molécula;
  • emparelhamentos específicos das bases em função do número de pontes de hidrogênio entre as bases:

Adenina sempre emparelha com Timina, formando duas pontes de hidrogênio.

E Citosina sempre emparelha com Guanina com três pontes de hidrogênio.

  • As fitas são antiparalelas.

Já que enquanto uma fita está em sentido 5’ – 3’ a outra está no sentido 3’- 5’.

Mas como utilizar em sala de aula?

É importante que o aluno já tenha tido contado com as características mencionadas acima.

Para que, a partir delas, seja estimulado a reconhecer no modelo a organização polimérica.

E consiga identificar quais são os monômeros e revise os diferentes açúcares e bases que podem fazer parte dos nucleotídeos.

Além disso, para que o modelo possa ser bem explorado, o ideal é que o aluno tenha bem claro o significado das representações.

E também como e onde estarão representadas.

O aluno deve reconhecer que, no modelo, as pontes de hidrogênio são representadas através das linhas diagonais que unem as bases complementares.

Além disso, apenas algumas bases estão representadas pelas letras correspondentes no modelo.

A sugestão é que o aluno complete os pares, usando as regras do emparelhamento.

E marque também a presença das pontes de hidrogênio com linhas ligando as bases

O modelo pode tanto ser utilizado em preto em branco para que os alunos identifiquem e preencham as bases, quanto colorido para que apenas seja feito o origami de DNA.

É importante também explicar aos alunos que em função das dobras que serão executadas a dupla fita é representada duas vezes.

E somente por isso!

Como preparar o origami de DNA (branco e preto)

origami de DNA

 

1) Comece escrevendo a primeira letra de sua sequência de DNA (A, C, G ou T) no canto superior direito.

2) Continue sua sequência para baixo a coluna à direita.

3) Escreva o complementar correspondente bases em caixas diagonalmente em frente sua sequência conforme mostrado.

4) Continue a sequência complementar até você chegar ao fundo; e preencha o caixa superior dessa coluna com qualquer letra.

5) É isso! Agora você está pronto para colorir e dobrar seu DNA!

Como montar seu origami de DNA

origami de DNA

1) Dobre ao meio no sentido do comprimento.

É importante que fazer todos os vincos bem fortes.

2) Segure o papel no sentido em que as linhas grossas são diagonais e as linhas finas são horizontais.

Dobre o segmento superior para baixo e desdobre.

3) Dobre os dois segmentos superiores desce