Já parou para pensar o que tem dentro de uma semente?

Será que todas as sementes são iguais?

Para compreendermos o que tem dentro da semente vamos começar por algo simples:

O que é uma semente?

A semente pode ser definida como um óvulo maduro e fecundado.

Muitas vezes, o termo semente é aplicado impropriamente para designar certos frutos secos monospérmicos.

As sementes apresentam basicamente uma estrutura única que participa da disseminação, proteção e reprodução das espécies.

O que normalmente chamamos de semente é apenas o tegumento, o revestimento, a casca.

A semente representa o início de uma nova geração, uma nova planta.

As sementes são todas iguais?

Pode parecer que é tudo igual, mas não é.

E não é apenas pela aparência a diferença.

As sementes podem ser monocotiledôneas ou dicotiledôneas.

O que isso significa?

Significa que são constituídas por um só cotilédone (monocotiledôneas) ou por dois cotilédones (dicotiledôneas).

Cotilédone é folha ou cada uma das folhas que se forma no embrião das angiospermas e gimnospermas.

E que, em algumas espécies, pode ser um órgão de reserva para o desenvolvimento da plântula.

As sementes de angiospermas diferenciam das gimnospermas pela proteção da semente.

Isso significa que, as angiospermas são aquelas em que as sementes estão dentro de um fruto, enquanto que as gimnospermas estão “nuas”.

São exemplos de angiospermas monocotiledôneas o milho, o trigo e o arroz.

Já as angiospermas dicotiledôneas podem ser exemplificadas pelo feijão e pela mamona.

São exemplos de sementes gimnospermas a pinha.

Como se forma uma semente

As sementes são formadas após a dupla fecundação – que é um processo exclusivo das angiospermas -, e de uma série de transformações.

O óvulo ou megasporângio é o precursor da semente.

Normalmente o óvulo é formado por funículo, integumentos, micrópila, nucela e saco embrionário.

O funículo é o suporte do óvulo e o liga a placenta.

Quando completamente madura, a semente se separa do funículo.

E no ponto o qual estava presa, permanece uma cicatriz visível denominada hilo.

A parede do ovário, juntamente com as estruturas relacionadas, transforma-se em fruto.

O zigoto transforma-se em embrião.

O núcleo endospermático primário divide-se por mitoses sucessivas originando o endosperma (tecido de reserva).

E os integumentos do óvulo transformam-se em tegumentos ou testa da semente.

Os diversos componentes do óvulo são mais ou menos preservados durante sua transformação em semente.

O embrião e/ou o endosperma, ocupam a maior parte do volume da semente.

Enquanto os integumentos ao se transformarem em revestimentos da semente, sofrem uma considerável redução em espessura e desorganização parcial.

Então o que tem dentro da semente?

semente

Os elementos básicos da estrutura