Mais uma doença causada por vírus tem ocupado os noticiários recentes, dessa vez o surto de sarampo.

Você já sabe o que é sarampo e como se proteger?

Então vamos entender melhor o que está acontecendo.

Por que estamos vivendo um surto de sarampo?

O estado de São Paulo já contabiliza 484 casos.

363 deles só na cidade de São Paulo.

Esse novo surto teve inicio após pessoas contraírem o vírus dentro de um cruzeiro que atracou no porto de Santos.

Pessoas recém chegadas da Europa também desenvolveram a doença.

Então estima-se que o vírus circulante tenha sido “importado” da Europa através das pessoas.

Mas por que isso acontece?

Por falta de vacinação, principalmente.

Nessa onda antivacina, muita gente tem deixado de seguir o calendário de vacinação recomendado.

E com isso tem trazido de volta surtos de doenças que já haviam sido erradicadas.

Como por exemplo o sarampo, pólio, difteria e rubéola.

O argumento de muita gente que é adepto ao movimento antivacina é o de que “não tomei vacina e não fico doente, então não faz diferença.”

Mas na realidade o que acontece é o chamado de imunidade rebanho ou imunidade coletiva.

É a resistência de um grupo ou população à introdução e disseminação de um agente infeccioso.

Ou seja, quando existe na população uma elevada proporção de pessoas vacinadas, a disseminação de doenças é controlada.

sarampo

sarampo

Transmissão e sintomas do sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa aguda de alta transmissibilidade.

É causado por um vírus da família Paramixoviridae, gênero Morbillivirus.

O principal sintoma do sarampo é a febre alta, acima de 38,5°C.

Seguido por erupção cutânea caracterizado por uma área vermelha, tosse, coriza, conjuntivite e manchas de Koplik (pequenos pontos brancos que aparecem na mucosa bucal, antecedendo ao exantema).