Está em todos os documentos oficiais: a educação ambiental é um tema transversal e deve ser trabalhada de maneira interdisciplinar.

Mas o que afinal significa isso?

O PCN  meio ambiente trata a transversalidade e a interdisciplinaridade como uma perspectiva crítica que aponta a complexidade do real.

Bem como a necessidade de se considerar a teia de relações entre seus diferentes e contraditórios aspectos.

Podem então ser consideradas como sinônimos?

Não! Embora andem junto, não são sinônimos.

De modo geral, a interdisciplinaridade refere-se a uma abordagem epistemológica dos objetos de conhecimento.

Enquanto a transversalidade diz respeito principalmente à dimensão da didática.

Para compreendemos melhor vamos entender o que significa transversalidade e interdisciplinaridade.

O que é um tema transversal

Podemos entender a abordagem transdisciplinar na educação como sendo a criação de espaços de diálogo entre saberes.

Diálogo este que permite a partilha, a ressignificação e a produção de novos saberes, em cada tempo e contexto.

A transversalidade abre espaço para a inclusão de saberes extra-escolares.

Possibilitando a referência a sistemas de significado construídos na realidade dos alunos.

A abordagem transdisciplinar implica em alguns pressupostos.

Tais como: considerar diversos níveis de realidade, de percepção e a possibilidade de existência simultânea de fenômenos antagônicos.

As questões trazidas pelos temas transversais, como a educação ambiental, expõem as inter-relações entre os objetos de conhecimento.

Assim, não é possível fazer um trabalho pautado na transversalidade numa perspectiva disciplinar rígida.

O que é interdisciplinaridade

A interdisciplinaridade pode ser compreendida como construção de um conhecimento complexo.

Busca superar a fragmentação das disciplinas, sem desconsiderar a importância de cada uma delas.

É importante compreender que não se faz interdisciplinaridade sozinho.

É necessário uma prática coletiva que se oriente à construção de um programa comum de ensino e pesquisa que privilegie o campo das ciências da vida, da natureza e da sociedade.

Além disso, uma prática interdisciplinar não é fechada no tempo.

Ou seja, deve ser sempre aberta a novas questões para novas investigações.

A interdisciplinaridade pode ser entendido ainda como colaboração existente entre disciplinas diversas.

Ou entre setores heterogêneos de uma mesma ciência.

Caracteriza-se por uma intensa reciprocidade nas trocas, visando um enriquecimento mútuo.

ambiental

Onde a educação ambiental entra

Embora a educação ambiental necessita da compreensão de saberes específicos,  não pode ser vista como um saber único.

Isso porque as questões ambientais abordam diferentes vertentes, permeadas por diferentes saberes.

Dentre eles sociais, políticos, ambientais, econômicos e culturais.

E devido a sua complexidad