A meiose é um processo de divisão celular que só ocorre em células diploides (2n).

Como resultado, surgem quatro células haploides (n).

Ou seja, células com metade do número de cromossomos da célula inicial.

E, portanto, na meiose há redução do número de cromossomos.
meiose

Como é possível uma célula 2n originar quatro células n?

Isso ocorre porque há uma duplicação de cromossomos para duas divisões celulares.

Mas duplicação e redução numa mesma divisão?

Isso mesmo, a gente explica.

A duplicação dos cromossomos ocorre na interfase.

Após a duplicação inicia-se o processo que consiste em duas divisões celulares consecutivas.

Assim, a primeira divisão é reducional (R!) porque as células resultantes já apresentam a metade do número de cromossomos da inicial.

Na primeira divisão não há a duplicação dos centrômeros.

E por isso as células-filhas apresentam cromossomos duplicados, as cromátides.

Já a segunda divisão é um processo semelhante á mitose.

É o que chamamos de divisão equacional (E!) porque nela há distribuição dos cromossomos das células-filhas.

E para que esta distribuição seja possível há duplicação dos centrômeros.

Isso faz com que as células-filhas possuam cromossomos sob a forma de filamentos simples, os cromonemas.

meiose

Mas por que é importante a meiose?

As células haploides nos animais são as células sexuais (gametas).

Dessa forma, o fato dos gametas serem haploides é fundamental para a conservação do número de cromossomos das espécies.

Se só existissem células diploides o número de cromossomos se duplicaria a cada geração.

As fases da meiose

A meiose apresenta duas divisões celulares.

Entre elas há um período denominado intercinese.

A meiose é, assim como a mitose, um  processo contínuo.

meiose

A primeira divisão da meiose

Tomaremos como exemplo uma célula com dois pares de cromossomos homólogos.

E, portanto trata-se de uma célula diploide com 2n = 4.

Prófase I

É a fase mais longa da meiose.

E é subdividida em cinco períodos: Leptóteno, zigoteno, paquiteno, diploteno e diacinese.

meiose

Leptóteno

meioseDevido à duplicação ocorrida na interfase, os cromossomos apresentam-se como filamentos duplos, as cromátides.

Estas são geneticamente idênticas e por isso denominadas cromátides irmãs.

No leptóteno, inicia-se a espiralização cromossômica.

E apesar de duplicados, os cromossomos estão ainda pouco visíveis e podem ser representados por filamentos simples.

Assim, em cada filamento podemos notar a presença de pequenas condensações, os cromômeros.

Zigoteno