A biologia é uma ciência que atrai cada vez mais estudantes às universidade de todo o Brasil.

Os profissionais formados podem trabalhar em diversas áreas conforme sua especialização, as quais vão desde a licenciatura, atuando em escolas, cursos e faculdade como professores, até trabalhos de pesquisa em empresas privadas e organizações não governamentais ajudando no mapeamento e no cuidado da fauna e flora.

Por essa diversidade de campos de atuação o salário desses profissionais irá variar não só quanto à função exercida, quanto à região e anos de experiência.

Descubra um pouco mais sobre esse assunto e saiba onde se ganha mais e onde menos.

biólogo

Salário médio de um biólogo na área de licenciatura

No grupo de professores de biologia encontramos os maiores salários entre os pós-doutorados atuantes em grandes universidades do país, situadas nas cidades mais caras.

O valor médio da remuneração mensal nesse grupo gira em torno de nove mil reais brutos mais bonificações como seguro saúde, transporte e vale refeição.

Na outra ponta, encontram-se os professores de escolas privadas, municipais e estaduais, cujos salários variam entre mil a três mil reais mensais mais todos os benefícios citados anteriormente.

É bom lembrar, que na rede pública os professores contam com um reajuste anual, que elevam o valor final, proporcionando alguns reais extras aos concursados.

biólogo

Salário médio de um biólogo na área de pesquisa

Os bacharelados, ou seja, os biólogos que atuam fora das salas de aula, também veem seus ganhos mensais variar sob todos os fatores padrões: tempo de carreira, campo de atuação, tipo de empresa e região do país.

No geral, esses profissionais começam com um salário baixo, de apenas um salário mínimo.

Com o tempo e com mais conhecimento, porém, seus ganhos podem alcançar patamares muito mais elevados, às vezes, quadruplicando e, em alguns casos, sextuplicando.

Com isso, biólogos marinhos que trabalhem para o Estado, por exemplo, podem receber até 6 salários mínimos mais benefícios.

Tudo depende, da competência, comprometimento e tempo investido, como na maioria das profissões.

Se você também deseja se tornar um biólogo de sucesso e tem como meta melhorar a vida de animais, plantas e seres humanos, anime-se e invista o seu tempo em estudo, pesquisa e aquisição de novos contatos!

O esforço tem de ser proporcional à sua ambição, para que ao longo da carreira você nunca pare de regar esse pé de dinheiro, chamado qualificação profissional!