As flores na maioria das vezes são a parte mais chamativa de uma planta.

Coloridas, de diversas formas e perfumadas.

Mas para que serve estruturas desse tipo?

Feitas para alegrar ambientes e nos presentear com sua beleza e perfume?

Longe disso!

É importante lembrarmos que as plantas formam um reino (Plantae).

E são organismos eucariontes pluricelulares e majoritariamente autotróficos.

Além disso, há diversas peculiaridades que distinguem os grupos de plantas em relação à sua reprodução.

Ou seja, há tanto reprodução assexuada quanto sexuada em plantas .

No caso da reprodução sexuada, envolve a produção de gametas.

E isso é de extrema importância para a variabilidade genética.

Mas como as plantas trocam gametas entre si se elas são imóveis?

Como uma planta faz com que seus gametas cheguem até outra planta?

Através das flores!

Mas como as flores conseguem trocar gametas?

Para entender como vamos primeiro pensar onde estão os gametas.

Pensando na reprodução sexuada, para que ocorra a fertilização, é preciso que o gameta masculino se encontre com o feminino, certo?

Só a partir desses encontro é possível formar o zigoto.

Geralmente, é o gameta masculino da planta que vai ao encontro do feminino.

Para isso, a antera produz o grão de pólen.

O grão de pólen é a estrutura dentro da qual é contido o gameta masculino.

Sua estrutura pode variar muito de espécie para espécie.

O grão de pólen, quando chega ao estigma, germina.

E para o grão de pólen chegar ao estigma as plantas com uma ajudinha.

flores

São os polinizados que levam o pólen de uma flor a outra permitindo a fecundação dos gametas.

Atrair polinizadores é uma das razões das flores serem bastante coloridas e cheirosas.

Além disso, as flores tem formatos diferentes para que seus polinizadores consigam “pegar” o pólen.

Os polinizadores promovem o “encontro” dos gametas e em contrapartida as flores fornecem alimento.

E/ou também favorece a reprodução (fornecendo abrigo, material para a construção de ninho, local para se encontrar um parceiro, etc.).

Além disso, é na flor também fica o ovário, onde após a fecundação se desenvolve e se transforma em fruto.

Enquanto que o óvulo se transformará em sementes.